Shiatsu



Shiatsu significa literalmente “pressão com os dedos”, Shi-dedo, Atsu-pressão. Esta pressão exerce-se com os dedos polegares e as palmas das mãos. Pelas terminações nervosas localizadas em si e através das terminações nervosas livres, a pele é capaz de perceber estímulos tácteis de pressão profunda, de calor, de frio e de dor. Situado num lugar intermédio entre o conhecimento tradicional da acupunctura, apoiada na teoria dos pontos vitais (tsubo), e o científismo do ocidental, o Shiatsu, através das mãos do terapeuta profissional, acede aos desiquilíbrios estruturais e permite que o corpo ative os seus próprios mecanismos de auto-cura, os quais possui desde o seu nascimento.

O Ministério da Saúde do Japão define o Shiatsu como:

“Tratamento que, aplicando umas pressões com os dedos e as palmas das mãos, sobre determinados pontos, corrige irregularidades, mantém e melhora a saúde, contribui para aliviar certas enfermidades (desconfortos, dores, stress, transtornos nervosos, etc.) ativando assim a capacidade de auto-cura do corpo humano. Não tem efeitos secundários.”